O Blog de Luis Silva

 

                       Membro da Sociedade Portuguesa de Blogs

Mantorras resolve! Daqui a duas jornadas já podemos dizer "HABEMUS CAMPEONATO"

cineblog .

2004-09-23

 

O blog e os seus leitores

MANIFESTO TURÍSTICO PARA O LADO DE CÁ DA SERRA
(SABUGUEIRO - SEIA)

O Turismo da Serra da Estrela tem sofrido nos últimos tempos um forte incremento a vários níveis, quer pela iniciativa privada quer pela via do investimento público. Todavia, há, como facilmente se constata, um longo caminho a percorrer em matéria de investimentos e sobretudo nas encostas desta montanha mais alta de Portugal. E para ser mais preciso, há muito para fazer do lado de cá da Serra.
É urgente que as imediações do Sabugueiro sejam transformadas numa zona homologa às das Penhas da Saúde, onde haja equipamentos hoteleiros dignos e suficientes, espaços de lazer, motivos de animação e fixação capazes de dar resposta aos milhares de turistas que entram pela porta de Seia e pretendem ficar alguns dias.
É urgente olhar para os mapas ou directamente para as encostas despidas desta serra e procurar identificar locais próprios para se construírem uma piscina coberta, um parque de campismo, court’s de ténis, um hotel de cadeia internacional, um hotel para idosos, um aldeamento turístico, e claro a conclusão da eternamente adiada praia fluvial e parque de merendas. Até o campo de futebol poderia um dia ser relvado e os balneários concluídos para se aproveitar o filão dos estágios em altitude. O centro da aldeia está a ficar deserto e há cada vez mais casas à venda. Porque não a criação de uma Empresa Municipal para entrar no mercado de aquisição e recuperação de casas velhas para venda posterior, fora de esquemas especulativos?! E uma empresa destas teria muita importância no quadro de recuperação das nossas aldeias dispersas pelo concelho. No plano cultural poderá fazer todo o sentido a organização nesta aldeia turística, de eventos de dimensão nacional ou internacional, assim como o incentivo a projectos de animação nocturna como complemento à oferta a um segmento de mercado turístico existente. E a tudo isto não pode ser alheia a preocupação de avançar com os Itinerários Complementares necessários a toda a região, sobretudo para alargar as portas nos acessos de Seia a Viseu e a toda a região Norte assim como a Coimbra. A grandeza de Seia no quadro da Grande Área Metropolitana de Viseu, como 3º concelho, pode prevalecer e fortalecer estes nobres e justos interesses, reforçando assim o desejo de se abrir uma nova etapa no plano de desenvolvimento turístico da região. E tudo isto não são veleidades utópicas, nem ligeirezas de ocasião, mas sim ambições justas e propostas sérias a encarar a médio e longo prazo. Como fazer e como conseguir lá chegar é matéria para muito mais tempo e muito mais retórica, no entanto não está posta de parte a criação de uma Associação de Desenvolvimento constituída por vários parceiros para a “empreitada”. A própria Turistrela, que detém o monopólio na concessão do Turismo da Serra da Estrela tem que encontrar parceiros entusiastas do lado de cá para avançar com investimentos. Depois dos incêndios florestais terem levado a riqueza florestal destas encostas, é urgente repensar a estratégia do “pós-fogo”. É urgente completar o fôlego.
E nada é demais quando já se sabe que o lado de lá, além de já ter muito, ainda poderá ter um casino! Oxalá que ao menos a Universidade da Beira Interior que está a elaborar um plano de desenvolvimento turístico para a montanha, se lembre deste lado. Se lembre deste tipo de ideias.
À cautela, vamos mandar-lhe este manifesto.

enviado por: grupo de cidadãos do sabugueiro


# posted by Luis Silva @ 5:45 da tarde


<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?